Tipos de Mieloma

O mieloma múltiplo tem diferentes tipos e subtipos. Esses tipos são baseados na imunoglobulina (proteína) produzida pela célula de mieloma. As várias imunoglobulinas têm funções diferentes no corpo. Cada imunoglobulina é composta por duas cadeias pesadas e duas cadeias leves. Os cinco tipos de cadeias de proteínas pesadas são G, A, D, E e M. Os dois tipos de cadeias de proteínas leves são kappa (κ) e lambda (λ). Além disso, existem diferentes subtipos de mieloma.

Subtipos de imunoglobulinas

IgG kappa
IgA kappa
IgD kappa
IgE kappa
IgM kappa
IgG lambda
IgA lambda
IgD lambda
IgE lambda
IgM lambda
  • Os plasmócitos normais secretam imunoglobulinas (anticorpos) para combater infecções. As imunoglobulinas são proteínas que se ligam a substâncias que entram no corpo e que o corpo reconhece como estranhas. As imunoglobulinas normais são chamadas de “proteína policlonal”. As células do mieloma, que são plasmócitos cancerosos, secretam proteína monoclonal. A proteína monoclonal é uma imunoglobulina anormal que não consegue combater a infecção de maneira adequada. Os plasmócitos saudáveis ou células de mieloma podem produzir imunoglobulinas. Essas imunoglobulinas são compostas por duas cadeias pesadas e duas cadeias leves que são unidas.
FIGURA ACIMA JA TRADUZIDA NO MANUAL DO PACIENTE
  • Os cinco tipos possíveis de imunoglobulina (abreviado como “Ig”) são cadeias pesadas: IgG, IgA, IgD, IgE e IgM.
    • Os possíveis tipos de cadeias leves são kappa (κ) ou lambda (λ).
    • As células do mieloma produzem imunoglobulinas. Essas imunoglobulinas são compostas por apenas um tipo de cadeia pesada (G, A, D, E ou M) e um tipo de cadeia leve (kappa ou lambda). O tipo mais comum de mieloma é IgG kappa. No mieloma IgG kappa, as células de mieloma produzem uma imunoglobulina feita a partir de duas cadeias pesadas de IgG ligadas a duas cadeias leves kapa.
    • Cerca de 15% dos pacientes têm mieloma de cadeia leve. Nesse tipo de mieloma, as células do mieloma secretam apenas proteínas de cadeia leve e nenhuma cadeia pesada. É também conhecido como “mieloma de Bence-Jones” (em homenagem ao médico que o descobriu).
  • Um a dois por cento dos pacientes têm “mieloma não secretor”. No mieloma não secretor, as células do mieloma produzem muito pouca ou nenhuma proteína monoclonal de qualquer tipo.
    • Seu médico pedirá exames para identificar seu tipo de mieloma. É importante saber que tipo você possui, pois você poderá entender melhor os resultados do seu teste. Você será capaz de determinar se o seu nível de proteína monoclonal está estável, aumentando ou diminuindo.

Veja o Manual do Paciente IMF se você tiver sido diagnosticado com:

  • AL amiloidose
  • Doença de depósito de cadeia leve (LCDD)
  • Macroglobulinemia de Waldenström
  • Sindrome de POEMS

Tipos de Mieloma

Tipo da DoençaDescrição
Mieloma
IgG k or λ
IgA k or λ

Subtipos mais raros:
IgD, E, or M
Mieloma típico: maioria dos pacientes.
Monitorado por rastreamento de proteína monoclonal no
soro usando EPS (IgG) e/ou medição quantitativa de imunoglobulina (QIG) (IgA / D / E). Para mieloma IgA a medição quantitativa da imunoglobulina costuma ser mais confiável.
Cadeia leve apenas ou Mieloma de Bence Jones (BJ):
Tipos k or λ
Mieloma Bence Jones: aproximadamente 15%–20% dos pacientes.
– Monitorado por rastreamento de cadeias leves monoclonais na urina
– usando EPU e / ou com medições de cadeia leve livre no soro (Freelite®).
– Pode causar depósitos de cadeias leves nos rins e / ou nervos.
Mieloma não-secretor: Mieloma menos comum: 1%–2% dos pacientes.
– Como a EPSS e EPU são negativos (sem pico monoclonal no soro ou na urina), a doença é monitorada usando o teste Freelite®.
Mieloma IgM myeloma:
Tipos k or λ
O mieloma IgM é um tipo muito raro .
Normalmente, a produção de IgM ocorre em uma doença chamada Macrgoglobulinemia de Waldenström, que é mais como um linfoma (câncer de linfonodo) ao invés de mieloma, que é um câncer da medula óssea.

Qual é o próximo assunto?

Quais são os possíveis problemas urgentes no diagnóstico?

Alguns pacientes apresentam problemas urgentes no momento do
diagnóstico. Esses problemas precisam de atenção médica antes do início da
terapia sistêmica para o mieloma.

Close Bitnami banner
Bitnami