Sistema de Estadiamento Internacional (ISS) e Sistema ISS revisado para o mieloma (R-ISS)

Em 2005, um novo sistema de estadiamento foi desenvolvido pela divisão de pesquisa da IMF, o International Myeloma Working Group (IMWG). Os dados clínicos e laboratoriais foram coletados em 10.750 pacientes com mieloma sintomático não tratados anteriormente de 17 instituições, incluindo centros na América do Norte, Europa e Ásia. Fatores prognósticos potenciais foram avaliados usando uma variedade de técnicas estatísticas. β2 Microglobulina sérica (Sβ2M), albumina sérica, contagem de plaquetas, creatinina sérica e idade surgiram como poderosos preditores de sobrevida e foram posteriormente analisados.

  • Uma combinação de β2 microglobulina sérica e albumina sérica forneceu a classificação de três estágios mais poderosa, simples e reproduzível. Este sistema, o Sistema de Estadiamento Internacional, foi ainda validado pela demonstração de eficácia em pacientes da América do Norte, Europa e Ásia;
  • em pacientes com idade inferior e superior a 65 anos;
  • com terapia padrão ou autotransplante; e
  • em comparação com o Sistema de Estadiamento Durie-Salmon.

Sistema de Estadiamento Internacional (ISS) para o Mieloma Múltiplo

EstágioVALORES (β2M = β2 microglobulina sérica; ALB = albumina sérica
Iβ2M < 3.5 mg/L; ALB ≥ 3.5 g/dL
IIβ2M < 3.5 mg/L; ALB ≥ 3.5 g/dL; ou β2M 3.5 – 5.5 mg/L
IIIβ2M > 5.5 mg/L

Em agosto de 2015, o IMWG publicou o Sistema ISS Revisado para mieloma múltiplo (do inglês Revised International Staging System R-ISS), para incorporar mais dois fatores prognósticos: risco genético avaliado por hibridização fluorescente in situ (FISH) e nível de desidrogenase láctica (LDH).

Sistema ISS Revisado para Mieloma Múltiplo

EstágioCritério
Iβ2 microglobulina sérica < 3.5 mg/l
Albumina sérica ≥ 3.5 g/dl Anormalidades cromossômicas de risco padrão (CA) DHL normal
IINão se enquadram nos estágios I ou III do R-ISS
IIIβ2 microglobulina sérica ≥ 5.5 mg/L e também Anormalidades cromossomicas de alto risco pelo FISH OU DHL alto

Qual é próximo assunto?

De qual tratamento, se necessário, você precisa?

Se você é um paciente recém-diagnosticado com mieloma, saiba quando e se deve começar o tratamento. Além disso, se você passou por uma terapia de indução, aprenda sobre a terapia de manutenção e outras novas intervenções.

Close Bitnami banner
Bitnami