Opções de tratamento de primeira linha

Se você foi diagnosticado recentemente, deve primeiro ser avaliado por sua equipe médica e fazer exames para determinar o estágio e o tipo de mieloma. Se você tem mieloma ativo sintomático ou mieloma indolente (assintomático) com um ou mais eventos definidores de mieloma, você provavelmente deve iniciar o tratamento.

Esses eventos, se presentes, se tornarão aparentes com biópsia de medula óssea, exame de cadeias leves livres no soro (teste Freelite®) e ressonância magnética. A IMF Latin America recomenda fortemente consultar um especialista em mieloma que possa determinar quando e como intervir.

Quais são suas opções de tratamento de primeira linha para mieloma ativo?

Na última década, muitos novos agentes de várias classes de medicamentos tornaram-se disponíveis e eficazes no tratamento do mieloma múltiplo. Idealmente, sua terapia de primeira linha (também chamada de indução ou terapia inicial) deve:

  • controlar efetivamente a doença;
  • reverter complicações relacionadas ao mieloma;
  • diminuir o risco de mortalidade precoce;
  • ser bem tolerado com toxicidade mínima ou controlável;
  • e não interferir na necessidade de coleta de células-tronco.

Muitos estudos demonstraram a superioridade das terapias de combinação de três medicamentos em relação às combinações de dois medicamentos para pacientes recém- diagnosticados em boa forma.

Nos EUA, a terapia de indução mais comumente usada para pacientes aptos e elegíveis para transplante é a combinação de Velcade® (bortezomibe), Revlimid® (lenalidomida) e dexametasona em dose baixa (VRd).

Outras terapias de indução incluem o seguinte:

  • Velcade (bortezomibe) ciclofosfamida e dexametasona, (VCD ou CyBorD);
  • Velcade (bortezomib), talidomida, e dexametasona (VTD);
  • Revlimid (lenalidomide) e dexametasona (Rd);
  • Velcade (bortezomibe) e dexametasona (Vd);
  • VRd Lite (dose e esquema reduzidos de Velcade, Revlimid e dexametasona).

Depois que a resposta máxima à terapia de indução for alcançada, seu médico pode recomendar um transplante autólogo de células-tronco (TMO autólogo) seguido por terapia de manutenção. Se você não for candidato ao TMO ou recusar o transplante por outros motivos, sua equipe de saúde pode discutir a terapia contínua com você. O benefício da terapia contínua até a progressão da doença foi amplamente demonstrado para melhorar a sobrevida, mas não é necessário ou apropriado para todos os pacientes. As implicações financeiras, físicas e emocionais da terapia contínua devem ser levadas em consideração, juntamente as características particulares do mieloma múltiplo em cada paciente.

O mais recente padrão de tratamento para pacientes com mieloma múltiplo recém- diagnosticado:

  • A combinação de um inibidor de proteassoma e um agente imunomodulador mais o esteróide dexametasona é o tratamento padrão para pacientes recém-diagnosticados.
  • O transplante autólogo de células-tronco (TMO) deve ser considerado precocemente em todos os pacientes elegíveis para transplante.

A terapia de manutenção após o transplante, ou terapia contínua após o tratamento inicial, mostrou sobrevida livre de progressão e benefícios na sobrevida geral.

Qual é o próximo assunto?

Você é candidato ao transplante?

Saiba mais sobre quais fatores você e sua equipe médica devem considerar para determinar se você é elegível para um transplante de células-tronco. Além disso, compreenda como é feito o transplante.

Close Bitnami banner
Bitnami